BLOG

Mercado imobiliário: o que esperar para 2020

Mercado imobiliário: o que esperar para 2020.


Após um longo período em crise, o setor começa a dar os primeiros sinais de uma possível retomada, é o que relatam pesquisas e especialistas. De acordo com os Indicadores Imobiliários Nacionais, realizados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), as vendas contabilizadas no terceiro trimestre de 2019 apresentaram um aumento de 15,4% em relação ao mesmo período no ano anterior. E em relação ao semestre, o aumento foi de 12,1%. A queda de juros, com a taxa Selic em seu menor patamar - 5% - na sua história, desperta um maior interesse de consumidores e investidores na compra de um imóvel. E o que se desenha é uma tendência ainda maior de queda na Selic, além de um grande incentivo por parte do Governo Federal em diferentes tipos de financiamento. Por isso, a grande expectativa de que os juros de financiamento de um imóvel sejam significativamente reduzidos ao longo de 2020. 

Outra questão não menos importante é o aumento da confiança de incorporadoras e consumidores no cenário econômico do Brasil. O ano de 2019 já demonstrou isso com o incremento no percentual do fechamento da taxa de vendas, a tendência é que neste ano este número continue crescendo.

Valorização dos imóveis

Todo esse cenário sugere que este ano ainda represente uma oportunidade para compradores conseguirem negociações favoráveis. Mas estas grandes oportunidades tendem a diminuir com o incremento da procura pela compra de imóveis, que ocasionará um aumento no valor das unidades ofertadas. "Estamos, ainda, em um momento muito oportuno de realizar grandes negócios. O Governo já sinalizou com a queda na taxa de juros, porém com o aumento da demanda por compra de um imóvel, os preços tenderão a subir. O momento é agora! ”, afirma Carlos Paulo Fortuna, Diretor Comercial da Astir. 

O que podemos esperar em termos de inovação para os próximos empreendimentos

A preocupação com a sustentabilidade e a utilização racional de recursos já é realidade em muitos empreendimentos, como o Switch, lançamento da Astir entre os bairros Moinhos de Vento e Bom Fim que utiliza a energia solar para o aquecimento de água, o reaproveitamento de água da chuva e também disponibiliza uma tomada para carros elétricos. A expectativa é que a procura por empreendimentos “eco-friendly” continue em uma crescente nos próximos anos. 

O comportamento do consumidor passou por diversas alterações nos últimos anos. Uma destas, é a não mais idealização de morar em um amplo apartamento ou casa, pois o objetivo de se constituir uma grande família está sendo cada vez mais postergado. Por isso muitos jovens preferem a aquisição de imóveis menores, com serviços nos empreendimentos e espaços compartilhados. “Vimos esse comportamento claramente nos empreendimentos Studio CB, na Cidade Baixa, e Switch, onde desenvolvemos um projeto que valoriza o co-living e também espaços de co-working.”, afirma CP Fortuna.

A localização sempre foi um ponto muito relevante na escolha por um imóvel, mas nos dias de hoje, em que o deslocamento nas grandes cidades está cada vez mais complicado, condomínios com serviços no entorno e opções de lazer serão cada dia mais valorizados. 

"No que tange à Astir, estamos muito otimistas e confiantes neste ano de 2020. Preparamos lançamentos com projetos muito diferenciados nas melhores regiões da cidade de Porto Alegre, tenho certeza que atenderá às necessidades de muitos consumidores", relata Fortuna.

Se você deseja saber, em primeira mão, as novidades da Astir para este ano, clique neste link e solicite um atendimento exclusivo de nossa equipe própria de vendas.

 

Fontes: CBIC - Câmara Brasileira da Indústria e Construção; SECOVI - Sindicato da Habitação; FGV | IBRE - Instituto Brasileiro de Economia